App Detector de Mentiras

CC Vergil Yu
E se tivesse um app que detectasse mentiras? Não estas brincadeiras que estão disponíveis hoje, mas um app que fosse realmente infalível em detectar mentiras? Imagine só um botão de ligar e desligar bem grande no meio da tela e um bip bem alto toda vez que alguém falasse uma mentira perto de você. E como todo mundo tem um smartphone e U$0,99 para gastar com bobagens, esse app seria quase onipresente. Simples, mas isso revolucionaria as relações humanas.

- Você acha que eu estou gorda – pergunta uma esposa se olhando no espelho.

- Claro que não meu amor!

Bip, bip, bip.

- O que? Você acha que eu estou gorda?

- Bem... não é que eu ache que você está gorda....


Bip, bip, bip.

- Seu canalha! Me diga a verdade. Você me acha uma baleia, né? Você não me ama mais. Eu quero morrer....


Bip, bip, bip.

- Está vendo, você não quer morrer e você não é uma baleia – de olho no celular para ver se ele apita – você só está um pouco acima do peso, só isso – e espera alguns segundos antes de continuar para ver se o treco apita.

- Eu sei que você me acha gorda – diz a esposa já choramingando - mas você não precisa ficar esfregando isso na minha cara.

- Mas eu não estou esfregando nada na cara de ninguém. Você que está se achando um o pouquinho gordinha e resolveu me perguntar se eu também achava.

- Eu não me acho gorda coisa nenhuma!


Bip, bip, bip.

- Calma, a gente faz um regime juntos, tá bom? Eu também preciso perder uns quilinhos – diz ele torcendo pelo bib. Silêncio.

- Você faria isso por mim?

- Claro! A gente só precisa perder uns quilinhos, vai ser fácil. Segunda feira a gente começa esse regime sem falta.

O app começou a apitar e não parou mais. 

No curto prazo, este app teria um impacto enorme na taxa de natalidade. Seria uma queda brusca por um bom tempo pois nenhum homem conseguiria conquistar uma mulher que tivesse esse app ligado. Todo mundo sabe que o flerte é, por definição, uma mentira atrás da outra. As mulheres sabem que os homens estão mentindo, mas insistem em ouvir as mentiras. É verdade que elas gostam de mentiras cada vez mais criativas e elaboradas e chamam isso de romântico, mas o fato delas serem criativas não as torna verdades. E os homens mentem porque é isso sem mentir nenhum deles consegue o que lhes interessa. Isso se deve, provavelmente, a algum processo evolucionário onde os macacos que mentiram mais tiveram mais sucesso em se procriar e o gene da mentira se propagou como fogo em palha. Provavelmente por isso que somos tão ruins em detectar mentiras uns dos outros naturalmente e vamos precisar de um app para isso.

- Desculpe, mas não pude deixar de vir aqui e te dizer que você é a mulher mais bonita que eu já vi na minha vida. Acho que foi paixão a primeira vista.


Bip, bip, bip.

Mas no longo prazo, quando as pessoas vão se acostumar com o app, a verdade vai passar a ser obrigatória e o todo mundo vai se adaptar.

- Desculpe, mas quis vir até aqui só para te dizer que eu estou afim de você.

- Está afim mesmo?

- Pelo menos por esta noite eu garanto.

- Hum... bom, pelo menos isso é verdade. Amanhã eu te pergunto de novo.

As reuniões de negócios também não serão nunca mais as mesmas. No começo as pessoas ainda tentarão manter as aparências.

- Arlindo, estive revendo o projeto do site e tenho que lhe dizer que estou impressionado – zzz, zzz, zzz... vibra o celular no bolso do Arlindo.

- Obrigado chefe, eu me esforço e faço o melhor que posso – zzz, zzz, zzz, vibra o celular do chefe.

- Está tudo muito bom, só queria que você fizesse uma pequena alteração no escopo do projeto. É uma coisa pequena, sabe?

O bolso do Arlindo vibrava freneticamente e sem parar desde o “muito bom”.

- Pois não chefe, será um prazer.

Zzz, zzz, zzz...

Mas quando as pessoas se acostumarem com o app, tudo vai mudar.

- Arlindo, o projeto do site está uma droga, mas é o melhor que podemos fazer por agora então deixe tudo assim mesmo. E preciso que você de um jeito de deixar o site acessível mesmo sem internet porque o sem noção do diretor não tem internet na casa dele e quer isso de qualquer jeito.

- Está certo chefe, eu vou fingir que isso é possível e colocar no escopo do projeto. Quando tudo falhar a gente põe a culpa em alguma outra coisa.

- Combinado.

Mas seria só o começo. Os impactos na civilização como a conhecemos serão muito maiores do que isso. Algumas áreas que hoje são a base da nossa sociedade simplesmente não farão mais sentido algum, como, por exemplo, o sistema judiciário. Basta perguntar para o réu se ele é culpado e se ele disse não e o bib toca está preso, se não está liberado. Simples assim. Marketing, religiões, poker, e muitas outras áreas essenciais da sociedade vão desaparecer. Tudo vai mudar. 

Mas temo que não vamos ter tempo de nos adaptarmos ao novo estilo de vida. Antes disso, quando entrar no ar o primeiro programa eleitoral pós app em cadeia nacional de rádio e TV, ficaremos todos surdos com o maior e mais alto “bib, bib, bib” da história. Prédios vão cair, cidades vão ruir e tudo vai acabar.

Mas, pelo menos ninguém nunca mais vai ouvir um politico contar uma mentira.