Carta aos que Não Pertencem a Geração Instant Messenger

“c vc naum consegue le essa msg e pq vc naum e da geração IM e tem + d 30!☺.“

As pessoas desta nova geração escrevem assim, e pronto. Não tem nada que a gente possa fazer. Se quisermos falar com eles, nós é que teremos que nos adaptar ou logo não conseguiremos entender nada do que eles dizem. Na verdade, para algumas pessoas, isso já acontece.

Um pai saindo para trabalhar de manhã.

Filho: Pai, vc naum q tc comigo hoje?
Pai: O que?
Filho: tc, pai!
Pai: O que?
Filho: qq hora q vc puder entra no msn que a gente tc juntos.
Pai: Você está participando do Movimento dos Sem Terra agora???
Filho: Pai: é MSN não é MST.
Pai: E esse é o movimento dos sem o que? Namorada?
Mãe (ouvindo a conversa de longe): Querido, ele ta querendo conversar com você pela internet hoje.
Pai: Ahhhh. Hoje o papai não pode filho. Vou ficar no escritório o dia todo.
Filho: Então ta pai, quando você chegar lá faz o login e me chama.
Pai: O que?
Mãe: Deixa para lá querido. Filho, papai conversa com você hoje a noite na hora que ele chegar do trabalho.
Filho: Conversar, assim, falando mesmo?

Eu sei que os puristas vão falar que eles estão matando a língua portuguesa e coisa e tal. Eu mesmo nunca me dei muito bem com o português e para mim o “ç” tinha que ser enforcado em praça pública. Mas eu e o meu corretor ortográfico damos conta do recado. Só espero que ele (meu corretor ortográfico) não peça demissão qualquer hora destas ou peça um adicional por trabalhar horas extras sem pagamento. Quem sabe uma hora destas ele se atualiza sozinho para também conseguir traduzir o que eu escrevo para a linguagem dos IMs. Eu tenho esperança.